Saturday, May 5, 2007

A minha Prima Vera


Eu tenho uma Prima que se chama Vera.
A minha prima Vera, às vezes, vem ver-me e outras vezes esconde-se, não sei onde, para eu não a ver. Eu gosto muito dela e do irmãozito que está para nascer, no mês que vem. Ele vai chamar-se Verão e mais não sei porque todos da família do lado da minha Prima Vera estão zangados comigo porque eu troquei-lhes as voltas e fui para outro hemisfério, ou seja, fui visitar outro ramo da família e vim de lá com muitos sinais exteriores de riqueza climática, isto é, andei a trabalhar para o bronze e fiquei moreninha antes do tempo. É que eles não sabem que o tempo não existe e que podemos fazer dele muitas coisas. Lá isso podemos, se não nos trocarem as voltas...

3 comments:

Estrelinha said...

O tempo, esse presente distante que tantas vezes nos troca as voltas...Esse tempo que tantas vezes aproveitamos tão mal...Porque o tempo quando é bem vivido é sentido para nos fazer apurar os sentidos, ou a falta deles.

lito said...

Tens alguma coisa contra os restantes elementos da família?
E aquele que pinta o céu de vermelho, envergonhado com os crimes continuamente perpretados por alguns governantes?
E aquele que que fica lívido com os atropelos ao direito dos outros?
Bem, bem. Espero que tenho sido apenas uma referência parcial aos membros da família.

Bilo

redonda said...

Boa noite. Por acaso em mais jovem morou em Lisboa?
Vim até aqui porque o seu nome me chamou a atenção. A minha mãe tinha uma amiga muito bonita a quem chamavam Lita. A uma das minhas irmãs deu o nome de Ângela, mas também a chamamos Lita.